O DIA DO SAMBA

Pandeiro e Roda de Samba

O Samba teve suas origens ligadas a rodas de dança ritmadas por batuques realizadas por escravos africanos. Após a abolição da escravatura, grande parte dessa população foi buscar construir uma nova vida em grandes cidades como Salvador na Bahia e na capital Rio de Janeiro onde passaram a povoar regiões periféricas.

Nesta época, era muito comum que as composições trouxessem denúncias sobre as condições de vida dos negros no país. E demorou para que o samba fosse aceito pela sociedade como um gênero musical. Em 1920 a criação das primeiras escolas de samba do Rio de Janeiro, colaboraram decisivamente para o reconhecimento do estilo samba-enredo. Mas foi só a partir da década de 1930, já com o início da erado rádio e da industria fonográfica que o Samba foi aos poucos superando preconceitos e tornando-se um dos gêneros mais populares no país.

O dia do Samba foi criado em 1940 pela câmara de vereadores de Salvador, para homenagear a primeira visita que o compositor Ary Barroso fez a cidade. O músico tinha lançado a música “Na Baixa do Sapateiro”, Fazendo várias referências a Bahia, mas nunca tinha ido de fato ao Estado e quando foi, lá recebeu inúmeras homenagens e reverências. Em 1964, a data foi instituída por lei e adotada no calendário do Estado da Guanabara ( hoje município do Rio de janeiro).

Apesar de ser uma data oficial apenas em duas cidades brasileiras, o dia do Samba, assim como o próprio gênero musical, é celebrado em todo o Brasil.

Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.